Capturas de telas garantidas

Normalmente temos problemas para ilustrar jogos porque os jogos toma o monitor e o teclado para si e, a não ser que o desenvolvedor tenha incluído uma função interna para captura de tela, pode ser muito difícil tirar o conteúdo da tela e salvá-la em um arquivo. Ainda que tenha um modo de jogo em janela, como com Cold War, você ainda precisa encontrar uma maneira de retirar o controle do jogo do teclado e dar controle novamente para o sistema operacional antes que possa usar o utilitário do Gnome ou do KDE que capturam tela.

Há uma solução para quando você não consegue escapar das garras de uma aplicação que tenha tomado conta da sua sessão X Windows. A dica é que ainda quando você não pode ter sua área de trabalho de volta, você permanece tendo um dos terminais virtuais esperando pacientemente em segundo plano. Pressionando Ctrl+Alt+F1 troca-se da sua área de trabalho para o login baseado em texto do primeiro terminal virtual. Estes terminais remontam para quando Unix era um sistema predominantemente multi-usuário e o ‘virtual’ se referia ao fato de que estavam numa máquina local ao invés de um terminal burro.

Outros terminais virtuais são acessível substituindo-se F1 por F2-F6 e você pode retornar à sua área de trabalho ao acessar ao sétimo terminal virtual, Ctrl+Alt+F7, que também é a sua sessão X em execução. O que isso tem a ver com capturar telas? Bem, já que você tem uma linha de comando, agora é possível capturar a tela usando uma das várias ferramentas de ImageMagick que já está instalado por padrão no seu sistema.

O comando:

chvt 7;sleep 10;import -display :0.0 -window root image.png

Troca-se para o terminal virtual que está executando o X (chvt 7), aguarda 10 segundo e então usa o comando import do ImageMagick para retirar o conteúdo da tela para image.png. Maravilha!

Mais em Truques de linha de comando.

1 pensamento em “Capturas de telas garantidas”

Deixe uma resposta