A em emergência

Recebi uma menel* com o seguinte texto:

As equipes de emergência médica se deram conta de que, muito frequentemente, nos acidentes em rodovias, os feridos portam consigo um telefone celular. No entanto, na hora de os médicos fazerem uso para se comunicar algum parente, não sabem com quem contatar entre a longa lista de números.

Assim, lançam-nos a idéia de que todos adicionem em sua agenda do telefone celular um número da pessoa a ser contactada, em caso de acidente, sob a expressão " A Em emergência". (O A é para que apareça sempre em primeiro lugar na lista).

É algo simples, não custa nada e poderia nos ajudar demais.

SE LHE PARECE UMA BOA IDÉIA, REPASSE ESTA MENSAGEM AO MAIOR NÚMERO POSSÍVEL DE PESSOAS.

Me perguntei imediatamente se realmente era pertinente. Uma das primeiras coisas que me chamou a atenção é o anonimato da mensagem. Quem escreveu? Realmente as emergências médicas têm influência nisso? Já fico desconfiando dos sinais de Spam e lendas da internet.

Pergunto porque não vejo grande diferença assim não. Há tantos "Pai", "Mãe", "Casa" nos telefones celulares (pessoalmente não identifico assim, mas cada um com seu cada um), será que há tanta dificuldade assim? E mesmo que não haja, qual a dificuldade de ligar para um dos números e, provando ser mesmo da emergência médica, conseguir o contato com o familiar daquela pessoa? Ou mesmo pedir que a pessoa contactado ligue para os familiares do paciente?

Ao colocar " A Em emergência" não estaríamos dando munição para os criminosos no país do sequestro pelo celular? Que facilidade para eles, não? Já saberiam a quem ligar.

Prefiro continuar com a minha desconfiança.

* Sem e-mail é eletronic mail, em bom português mensagem eletrônica é menel. 😛

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.