Um convincente e-mail fraudulento do Bitcoin extorquindo você

Esta publicação foi originalmente publicada em The convincing Bitcoin scam e-mail extorting you, por Mattias Geniar, em inglês. Mas o alerta vale ser traduzido para o português, tendo você assistido ou não do que a acusação se trata.

Mais uma vez vemos a criatividade de aplicadores de golpe. Fique atento. Fique alerta. A internet é uma terra tão selvagem quando as ruas em que andamos.

Há alguns meses recebi um e-mail que me deixou preocupado por alguns segundos. Parecia assim, e é bem provável que você tenha visto também.

From: Kalie Paci 
Subject: mattias - UqtX7m

It seems that, UqtX7m, is your pass word. You do not know me and you are probably thinking
why you are getting this mail, correct?

Well, I actually placed a malware on the adult video clips (porn) web-site and guess what,
you visited this site to have fun (you know what I mean). While you were watching videos,
your browser started operating as a RDP (Remote control Desktop) that has a keylogger which
gave me access to your display and also web camera. Immediately after that, my software
program collected your entire contacts from your Messenger, FB, and email.

What exactly did I do?

I created a double-screen video. First part displays the video you were viewing (you have
a nice taste lol), and second part displays the recording of your web camera.

What should you do?

Well, in my opinion, $1900 is a fair price for our little secret. You’ll make the payment
through Bitcoin (if you do not know this, search “how to buy bitcoin” in Google).

BTC Address: 1MQNUSnquwPM9eQgs7KtjDcQZBfaW7iVge
(It is cAsE sensitive, so copy and paste it)

Important:
You now have one day to make the payment. (I’ve a unique pixel in this message, and right
now I know that you have read this email message). If I don’t get the BitCoins, I will
send your video recording to all of your contacts including members of your family,
colleagues, and many others. Having said that, if I do get paid, I will destroy the video
immidiately. If you need evidence, reply with “Yes!” and I definitely will send your video
recording to your 11 friends. This is a non-negotiable offer, and so please don’t waste
my personal time and yours by responding to this mail.

Se você lê, parece spam – não é?

Bem, o que me preocupou por alguns segundos foi que a linha de assunto e o corpo continham uma senha real que eu usei um tempo atrás: UqtX7m.

Para receber um email com um – o que parece ser – segredo pessoal no assunto, chama a atenção. É inteligente no sentido de que você se sente violado e envergonhado pelas consequências. Parece legítimo.

Deixe-me dizer claramente: é uma farsa e você não precisa pagar ninguém.

Mencionei pela primeira vez no meu Twitter descrevendo o que parece ser a parte brilhante desse golpe:

  • E-mail + senhas, fáceis de obter (muitos vazamentos on-line)
  • Todo mundo assiste pornô
  • Ninguém quer que esta informação vaze
  • O mesmo e-mail genérico pode ser usado para todas as vítimas

Quem quer que esteja executando esse esquema pensou sobre a psicologia do golpe e encontrou o ponto ideal: ele chama sua atenção e deixa você preocupado.

Bem jogado. Mas não se apegue a isso e, mais importante: não pague nada.

A internet brasileira que não tem conivência com o spam

Vou pedir licença ao meu amigo Elildo de me basear no título dele, mas o fato que me alegra é que enquanto a Locaweb mantém uma conivência com o spam, a iniciativa do CGI.br contra o spam tem rendido frutos e aceitação.

O fato é que o spam não agrada, ou melhor, não agrada a ninguém com exceção daquele que envia e aquele que ganha por ser permissivo a essa prática. Mas ainda há vários que se preocupam com a diginidade e em prestar um serviço com excelência para seus clientes e também para a sociedade.

O UOL, um gigante do setor, numa atitude digna de apalusos, se comprometeu e, a partir de 05/01/2010, bloqueou a porta 25 para envio de e-mail, que não exige autenticação e pode ser explorada para envio de spams com facilidade, usando oficialmente a porta 587 para envios de mensagens. O Brasil realmente precisa de outras iniciativas assim:

Entre as fontes que indicam o Brasil como usado para envio de spam, e que foram listadas pelo CGI.br, estão as listas da Composite Blocking List (CBL). Na quinta-feira (7/1), o Brasil estava em segundo lugar na lista, com 12,28% de domínios que foram flagrados enviando spam (por PCs ou mal configurados, ou vulneráveis por código malicioso). Nesse ranking, o país ficou atrás apenas da Índia, com 15%.

A empresa de harware para redes Cisco chegou a afirmar, em relatório, que o Brasil era líder mundial de spam. Mas o relatório, que avaliou em 7,7% a participação do país no envio das mensagens, baseou sua contagem apenas no país de instalação dos servidores que deram origem ao envio, e não nos reais remetentes, que podem ter disparado o envio de outro país.

(Fonte: IDG Now)

Boas práticas de envio de e-mail

O envio de e-mails de newsletter é algo sensível para os servidores de hospedagem. Ainda que já tenhamos esse tipo de propaganda, ainda é grande o desconhecimento de como realizar o envio de maneira que não sejam identificados como fonte de spam.

O que é spam?

Spam é o termo usado para referir-se aos e-mails não solicitados, que geralmente são enviados para um grande número de pessoas. Quando o conteúdo é exclusivamente comercial, esse tipo de mensagem é chamada de UCE (do inglês Unsolicited Commercial E-mail).

O conceito é simple mesmo. Ainda que seja uma só mensagem, caso ela seja indesejada do destinatário já a caracteriza como spam e quem a recebeu pode reclamar aos órgão de controle de abuso da internet.

Diante da reclamação, o IP do remetente vai para análise e inicia-se uma busca por novas reclamações provenientes de envio de mensagens por aquele IP ou de mensagens iguais enviadas por aquele IP (nesse caso, a caracterização de de spam para envio em massa – bulk mail). Após a caracterização o IP entra no banco de dados desses órgão, que propagam a informação para os servidores de e-mail espalhados na internet, que começam a recusar e-mails que vierem daquele IP, ou seja, qualquer domínio que utilize aquele IP para o envio de mensagens é recusado, ainda que não tenha sido o domínio responsável pelo spam.

Como desenvolvedor, quero prevenir que meus clientes tenham estes problemas. Vou utilizar este espaço, que será sempre atualizado, para divulgar a política de utilização e as práticas corretas do envio delistas de e-mail (as newsletters).

  1. O envio deve ser para um destinatário por vez e não para mais de um endereço ao mesmo tempo;
  2. O envio precisa ser feito com um período entre uma mensagem e outra (de 5 a 10 minutos, por exemplo);
  3. É imprescindível monitorar o retorno dos e-mails inexistentes (ou outros erros) e removê-los da lista de envio;
  4. Dar a opção em todas as mensagens enviadas para que o destinatário possa se descadastrar da lista.
  5. Não iniciar o primeiro contato com o cliente por e-mail, ou seja, o envio do primeiro e-mail, sem prévia autorização do cliente, caracteriza a prática de spam.

Leia também: