Evitando múltiplos terminais – Trabalhando com telas

Terminais virtuais são como crianças: ter um, dois ou até três trazem alegria à sua vida, mas mais do que isso põem tensão nos seus recursos. Quando trabalhando remotamente, algumas pessoas se vêem sem a possibilidade de abrir múltiplos terminais, então simplesmente abrem várias conexões SSH na mesma máquina. Isto não é apenas um desperdício de tráfego, mas também um sinal de que você é um iniciante - o que você não é, certo? Veteranos sabem que há uma maneira muito melhor para abrir múltiplos terminais e isso vem na forma do programa de telas GNU. Para começar, abra um terminal, digite screen e tecle Enter. Seus terminal será substituído por um console vazio e você pode pensar que nada aconteceu, mas na verdade aconteceu - como você verá.

Digite qualquer comando que quiser, ex: uptime, e tecle Enter. Agora pressione Ctrl+a depois c e você poderá ver outro terminal em branco. Não se preocupe, seu antigo terminal ainda está lá e ainda ativo; este é um novo. Digite outro comando, ex: ls.

Agora pressione Ctrl+a depois 0 (zero) - você verá seu terminal original novamente. Como você pode ver, Ctrl+a é a combinação que sinaliza que um comando está para vir - Ctrl+a depois c cria um novo terminal e Ctrl+c depois um número o leva ao respectivo terminal. Você pode usar Ctrl+a depois Ctrl+a para trocar para a janela selecionada anteriormente, Ctrl+a depois Ctrl+n para trocar para a próxima janela ou Ctrl+a depois Ctrl+p para trocar para a janela anterior. Para fechar janelas apenas digite exit.

Quando sua última janela fechar você também sairá do screen e será impresso na tela 'screen is terminating' para lhe lembrar. Como alternativa - e isto é o melhor coisa sobre tela - você pode pressionar Ctrl+a depois d para desanexar sua sessão de tela. Depois, de outro computador mais tarde, utilizar screen -r para recuperar de onde deixou com todos os programas e saídas intactos - mágico!

Mais em Truques de linha de comando

2 comentários sobre “Evitando múltiplos terminais – Trabalhando com telas

Deixe uma resposta para Truques de linha de comando | Rafael Bernard Araujo Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.