Resolvendo resolv.conf

Ter mais de um dispositivo de rede pode lhe trazer problemas de prioridade. Normalmente apenas um dos dispositivos tem acesso à internet. Qualquer dispositivo de suporte compartilha a conexão ou serve dados guardados numa máquina atrás de um firewall. O problema é que o cartão sem conexão à internet pode ter prioridade sob o cartão que tem conexão à internet. Isso acontece quando ambos os cartões de rede são conectados a outras máquinas ou roteadores que atuam como servidores DHCP independentes e provêem informações conflitantes. O resultado é que os pacotes de rede destinados para a internet são roteados através do dispositivo de rede errado, cancelando a conectividade.

O problema geraldomente pode ser rastreado com um simples arquivo de configuração, /etc/resolv.conf. É aonde o seu sistema pega o endereço do servidor de nomes que é necessário para traduzir o nome do servidor legível por humanos (como rafael.bernard-araujo.com) para o endereço IP que a rede entende (208.65.202.206). Se o servidor de nomes não puder traduzir o endereço, não será possível acessar a internet usando nome de servidores, mas você pode usar o endereço IP para navegar.

É possível resolver o problema editando o resolv.conf adicionando o endereço IP do servidor de nomes do seu provedor de internet. Ainda assim, depois de uma ou duas horas a conexão pode ser interrompida. Ao olhar o resolv.conf novamente o nome dos servidores de nome estarão trocados. Um cliente DHCP está sendo executado em sua máquina e tentando determinar as configurações de conexão de tempo em tempo. O problema é que este cliente está priorizando a o cartão de rede errado e sobrescrevendo o endereço do servidor de nomes no resolv.conf.

É por isso que a solução pode ser encontrada em /etc/dhcp3/dhclient.conf. Para adicionar os servidores de nomes corretos, abra o arquivo no editor de texto e adicione servidor-de-nomes-do-dominio ipDoServidor. De agora em diante, este endereço será sempre adicionado em primeiro lugar no seu resolv.conf, antes de qualquer configuração equivocada de um servidor DHCP. Tudo ajustado.

Mais em Truques de linha de comando.

Tropeçando 28

FamilyShield: o “anti-sacanagem” da OpenDNS « Meio Bit

Siga a Leica no Twitter e ajude na pesquisa do câncer « Meio Bit

Blog do Márcio d’Ávila » Livro de Arquitetura Java

Falta pouco para a ZCE « Igor Escobar // Blog

W3Schools Online Web Tutorials

O baterista que escolheu a banda errada | Trendy House Pepsi

Blog do Márcio d’Ávila » LastPass vs KeePass – round 1

Tropeçando 17

Eficiência e segurança com SQL parametrizado

O uso de comandos SQL, na maioria das linguagens de programação e gerenciadores de bancos de dados que suportam esta linguagem de manipulação de dados, pode ser parametrizado com variáveis de ligação (bind variables). Este recurso que, para um programador desavisado e inexperiente, pode parecer uma burocracia desnecessária, na verdade é um mecanismo muito importante para trazer segurança e eficiência ao uso de SQL em programas. Veja porque e como.

PHP: Injeção de SQL – Manual

Documentação para prevenção de injeção de SQL em projetos PHP.

Muitos desenvolvedores web não sabem de como consultas SQL podem ser manipuladas e presumem que uma consulta de SQL é um comando confiável. Significa que consultas SQL são capazes de passar indetectado por controles de acesso, portanto desviando da autenticação padrão e de checagens de autorização, e algumas vezes consultas SQL podem permitir acesso à comando em nível do sistema operacional do servidor.

PHP: Relatando Erros – Manual

Senhas armazenadas com segurança

Como Criar um Website :: Avi Alkalay

As 5 distribuições que mudaram o Linux

Segundo a chamada deste artigo da edição internacional da Linux Magazine, a história do Linux pode ser medida com base nas versões deste kernel, mas também pode ser medida pelas suas principais distribuições.

MySQL: Oracle assume um compromisso: GPL, documentado, sem contrato de suporte obrigatório, etc.

Scrum – Wikipédia, a enciclopédia livre

O Scrum é uma metodologia ágil para Gerenciamento de Projetos.

Shuttleworth deixará de ser CEO da Canonical a partir de março

CentOS: Instalando mod_security

Spam: CGI.br determina bloqueio da porta 25 (smtp) a partir de janeiro

vivaotux: Afinando seu violão usando o bash – geek d+

É triste viver de humor!: Como diz o ditado, ano novo…

[Dicas-L] Lista de servidores DNS abertos e rápidos